Este preso vai te provar porque não se deve dirigir após beber

Se surpreenda

Uma das filosofias orientais diz que nossa missão é beneficiar todos os seres.

Por isso, toda vez que tomamos atitudes em benefício próprio que automaticamente prejudiquem outras pessoas, sofreremos involuntariamente em função disso.

Parece religião, mas é física quântica.

É a Lei da Ação e Reação agindo. Somos nós e nossas escolhas trilhando um caminho de luz ou de trevas (ausência da luz).

UMA HISTÓRIA DEVASTADORA

Quando o jovem de 26 anos Kris Caudilla colidiu contra o carro de um homem que morreu no acidente, sua vida mudou completamente. O acidente aconteceu em 2010 e Caudilla foi sentenciado a 15 anos de prisão.

Mas a questão não está no encarceramento físico, e sim no mental: como Caudilla tem lidado com essa questão internamente?

Certamente, ele não teve a intenção consciente de matar um homem, mas a partir do momento em que escolheu dirigir seu carro sob efeito do álcool, assumiu esse risco.

Fatalmente, o pior aconteceu.

A situação de Caudilla é semelhante a de muitas pessoas que parecem estar vagando pela vida sem um propósito. Muitas vezes, a fatalidade parece ser o caminho mais doloroso a uma descoberta interna: a missão de beneficiar os seres.

Álcool_02

Por isso, ele tem se dedicado a alertar outras pessoas sobre a mistura bombástica de bebida e direção.

NÓS SALVAMOS VIDAS

Para ajudá-lo nessa empreitada, o projeto “We Save Lifes” (Nós Salvamos Vidas) decidiu ir a bares aleatórios fazendo a seguinte pergunta a seus frequentadores: “e se a consequência da sua decisão de beber e dirigir voltar-se apenas para você?“.

No vídeo abaixo, o preso se senta na frente das câmeras em sua instalação correcional na Flórida. Ao mesmo tempo, as pessoas de uma boate lotada na Califórnia estão prestes a ter…

UMA GRANDE SURPRESA:

Lembre-se de habilitar as legendas em português no menu do vídeo.

Veja o vídeo no YouTube.

“Isso é uma piada?” – perguntam-se algumas pessoas em frente ao espelho.

Infelizmente, não é.

Kris prossegue, contando a esses estranhos desavisados sua história devastadora, em tempo real, bem ali no banheiro do bar. Dê uma boa olhada no espelho. Você deveria dirigir esta noite?

Se pelo menos uma pessoa parou para refletir e desistiu de dirigir para casa naquela noite, Caudilla fez o seu trabalho.

Se pelo menos você parar para refletir sobre você mesmo por meio deste texto, eu fiz o meu.

Se esta história tocou você assim como fez comigo, compartilhe. Você pode estar prestes a salvar uma vida. E uma vida, meu amigo e minha amiga, vale muito mais do que o seu suposto conforto de voltar para casa embriagado.

Fonte: littlethings.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *